Meia japonês Honda deve deixar o Milan e reforçar equipe da MLS

0

Após quatro temporadas defendendo a camisa do Milan, o meia japonês Keisuke Honda pode fazer suas últimas atuações no Campeonato Italiano até dezembro, isso porque o jogador que está em fim de contrato com o clube italiano está na mira de várias equipes que disputam a Liga MLS dos Estados Unidos.

Segundo informações divulgadas pelo portal Calciomercato nesta sexta-feira 16/09, o meia japonês de 30 anos de idade provavelmente irá deixar a Itália rumo aos Estados Unidos para atuar na Major League Soccer em fevereiro, quando se abre a janela de transferências e de inscrição para novos jogadores no futebol norte-americano.

A publicação do portal ainda coloca Los Angeles Galaxy e New York Red Bulls como principais candidatos a contar com o Honda. O New York City, também surge como outra possibilidade, mas pode encontrar dificuldades nas regras financeiras da Liga MLS, uma vez que já conta com jogadores de alto salário como Andrea Pirlo, Frank Lampard e David Villa.

A organização da Major League Soccer define um teto salarial a ser pago pelos clubes aos seus atletas, mas ‘libera’ três jogadores para receberem um valor acima do estabelecido. Kaká, do Orlando City, e Sebastian Giovinco, do Toronto FC, assim como os três do City citados acima se enquadram neste tipo de situação, assim New York City teria que desfazer de algum de suas três estrelas.

Honda, não deve deixar o Milan de graça. Com contrato até junho de 2017 o clube italiano pode vende-lo, mesmo que por um preço bem abaixo, meses antes do fim do fim do vínculo, oque poderia facilitar sua ida para alguma equipe da MLS em fevereiro. Antes da passagem pelo San Siro, o meia japonês brilhou com as camisas de CSKA Moscou (RUS), além do VVV-Venlo (HOL) e Nagoya Grampus (JAP), ele foi revelado pelo Settsu FC (JAP).

 

Foto: Ansa / Matteo Bazzi

Deixe seu comentário
SHARE