Após três anos, Dátolo pede para deixar o Atlético-MG

0

Dátolo está muito perto de deixar o Atlético-MG após três anos no clube. Com ainda seis meses de contrato, Galo e jogador devem optar pela rescisão do vínculo em breve. Com grandes conquistas com a camisa da equipe mineira como Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e da Recopa Sul-Americana, o meia está sem espaço no atual elenco.

Após disputar poucos jogos no ano, Dátolo está visivelmente descontente com o atual momento, já que, em 2016, teve, nada menos do que quatro lesões. Vários clubes tem o interesse na contratação do jogador, como Flamengo, Corinthians, São Paulo, Cruzeiro e Fluminense, além de equipes sul-americanas que também estão de olho.

Na última quinta-feira Dátolo foi pessoalmente direto para a sede do clube, onde conversou com os dirigentes do Atlético-MG com o intuito de viabilizar sua liberação, sem multa ou com o Galo recebendo algo pela rescisão. Com o elenco inchado o clube mineiro não deve dificultar a rescisão do contrato do jogador argentino.

O Atlético-MG vê com bons olhos a possibilidade da liberação domeia. Os motivos do Galo passam pela viabilidade da folha de pagamento, já que Dátolo é um dos poucos jogadores que recebem o teto salarial do clube. Além disso, a chegada de Maicosuel pode facilitar o acordo, já que ele também atua como meia centralizado e se torna uma peça de reposição, caso o equatoriano Cazares, o titular esteja ausente.

O meia argentino sabe que tem mercado no futebol brasileiro e sul-americano e nunca escondeu que tem o desejo de retornar ao seu país para encerrar a carreira. Há alguns meses, jornais argentinos revelaram o interesse do Boca Juniors de contar com o retorno do meia, que foi campeão da Copa Libertadores pelo clube argentino, em 2007. Dátolo chegou ao Atlético-MG em 2013 e fez um total de 123 jogos pelo clube e marcou 18 gols.

 

Foto: Bruno Catini/ Atlético-MG

Deixe seu comentário
SHARE