Grêmio, São Paulo e Vasco negociam com Mateus Vital, do Corinthians

Sem espaço no Corinthians do técnico Vitor Pereira, o destino do meia Mateus Vital pode ser o Grêmio, São Paulo ou Vasco. O meio-campista voltou de empréstimo do Panathinaikos, da Grécia, a prioridade do Timão é vender o jogador de 24 anos, mas a diretoria do Timão já sinalizou que aceitaria liberá-lo em difinitivo sem custos, para aliviar sua folha salarial, mantendo um bom percentual dos direitos econômicos.

O Grêmio que já tinha demonstrado interesse antiormente, voltou a negociar Mateus Vital, o clube e o agente do jogador voltaram a conversar depois da primeira tentativa em junho. O jogador tem o perfil procurado pelo técnico Roger Machado, que o considera nome ideal para comandar o meio de campo da equipe para a sequencia dessa temporada.

Já o São Paulo iniciou negociações com o Corinthians para contratar Mateus Vital por um motivo recente, que é a possível saída de Rodrigo Nestor. O jovem meia está na mira do Real Bétis, da Espanha, qiue fez sondagem recente ao Tricolor Gaúcho pelo jogador, titular absoluto de Rogério Ceni, e pode acenar com uma proposta irrecusável.

Por sua vez, o Vasco foi o clube que revelou Mateus Vital, que teve seu nome ventilado novamente no clube carioca nos últimos dias. O Cruz-Maltino negociou o meia ao Corinthians em 2018 por cerca de R$ 6,8 milhões, e foi em São Januário que o jogador viveu os melhores momentos da carreira, por isso a diretoria tem confiança que pode convencer o jogador de retornar, mas sabe que enfrenta uma forte concorrência.

Corinthians não deve dificultar a liberação de Vital

A diretoria doo Corinthians entende que a saída de Mateus Vital é uma forma de aliviar a folha salarial, por isso cogita a liberação, desde que mantenha uma alta porcentagem do passe do jogador, pensando em retorno em uma negociação futura de boa parte do que gastou para contratá-lo em 2018. Tanto a comissão técnica como a diretoria do Timão consideram que o elenco está bem servido na posição e uma permanência é improvável.

 

 

Deixe seu comentário
Botão Voltar ao topo