Internacional encaminha retorno do meia chileno Charles Aránguiz

O sonho de o Inter repatriar Charles Aránguiz parece mais próximo de ser concretizado, e há um acordo alinhado para o retorno do chileno ao clube. O meia tem mais um ano de contrato com o Bayer Leverkusen, mas já tem conseguido uma liberação verbal dos alemães para negociar seu retorno a Colorado, que ocorreria no final da atual temporada europeia, que se encerra no mês que vem, em junho.

Mas a direção do Inter mantém cautela sobre o acordo encaminhado, pois sabe que precisa que os alemães oficializem o acordo alinhado ao final da temporadas, nas próximas semanas. Mas há sim muito otimismo de que o acordo saia desta vez, após tentativas sem sucesso nas últimas janelas de transferências, agora um acerto é mais provável.

Apesar dos altos vencimentos que Aránguiz chegaria recebendo, existe o entendimento da diretoria de que o chileno de 33 anos mudaria ajudaria a mudar o patamar do time. A direção sabe que vai precisar compor uma maneira de acertar a liberação final com os alemães. Questionado recentemente, o técnico Mano Menezes admitiu que admira o meia.

A expectativa das partidas é que as tratativas possam ter um desfecho positivo a partir da próxima semana, visto que o Campeonato Alemão acaba no próximo sábado, quando o Bayer Leverkusen. Em 2020, o Internacional esteve próximo de repatirar Charles Aránguiz, mas na ocasião o jogador que estava em final de contrato acabou aceitando a proposta do Leverkusem e renovou com até junho de 2023.

Aránguiz conquistou duas taças do Gaúchão pelo Inter

Charles Aránguiz está no Bayern Leverkusen desde 2015, quando deixou justamente o Inter, após uma ótima passagem pelo futebol brasileiro. O clube alemão pagou 13 milhões de euros, algo em torno dos R$ 50 milhões na cotação da época. No clube europeu, o chielno disputou tem até agora 198 jogos disputados, com 15 gols marcados e 22 assistências. No Colorado, foram 57 jogos disputados, com 11 gols e dois títulos do Gaúchão.

 

Deixe seu comentário
Botão Voltar ao topo