Barcelona, Chelsea e Juventus são possíveis destinos para Neymar

A semana começou agitada no futebol europeu com a informação de que o atacante Neymar está fora dos planos do PSG e busca novo clube. Os franceses estão abertos para receber propostas pelo brasileiro de 30 anos. E gigantes estão de olho. O jogador atraiu o interesse de grandes clubes, que querem contar com seu futebol e estão dispostos a colocar um bom dinheiro para contratar o jogador, que deverá ser negociado por uma quantia muito boa.

No primeiro momento, o Barcelona, o Chelsea e a Juventus saíram na frente da disputa e já estão construindo uma proposta para contratar o brasileiro, que busca um novo clube para voltar a ganhar grandes títulos e ter a competitividade que teve um dia com a camisa do clube catalão. Há rumores de possíveis novos interessados nos próximos dias.

PSG está oferecendo Neymar para clubes interessados e deseja negociar o craque brasileiro nessa janela de transferências de julho. Segundo a imprensa espanhola, o clube francês ofereceu o craque ao Barcelona pelo valor de 50 milhões de euros, o que equivale a mais de R$250 milhões. Porém, o valor foge da atual realidade do Barcelona.

Por outro lado, o Chelsea parece disposto a investir pesado em Neymar, principalmente com a confirmação da saída de Romelu Lukaku, que decidiu voltar para a Inter de Milão na próxima janela. Já a Juventus está em pleno processo de reconstrução do elenco, depois de perder a hegemonia na Itália e ver seus rivais construírem elencos mais competitivos e equilibrados. Neymar seria um esforço muito competente no futebol italiano.

PSG teria comunicado Neymar que não conta mais com ele

Se confirmada sua saída, a passagem de Neymar no PSG será marcada por decepções, especialmente por não ter conseguido ganhar uma Champions League com o clube francês, que era seu principal objetivo. Foram cinco temporadas em Paris, e nesse período Neymar atuou em 144 partidas e marcou 100 gols com a camisa do PSG. Não são números ruins, mas que ficaram abaixo das expectativas, devido não ter sido decisivo em momentos importantes, como a final da Champions.

Deixe seu comentário
Botão Voltar ao topo