Ricardo Goulart rescinde contrato na China e mira retorno ao Brasil

O atacante Ricardo Goulart, que teve uma temporada incrível na década passada com a camisa do Cruzeiro, está rescindindo seu contrato com o Guangzhou. O clube chinês, e o futebol no país como um todo, vivem uma grande crise, o que abriu as portas para a volta de jogadores que estavam ganhando fortunas por lá, por isso o jogador pode ser mais um á retornar ao Brasil.

.Essa notícia deve aquecer o mercado brasileiro neste fim de temporada. Ricardo Goulart tem 30 anos e pode ainda ter muitas temporadas em alto nível e os números de sua carreira mostram uma grande qualidade e capacidade de decisão no futebol daqui. Qual será o futuro de Ricardo Goulart? Os clubes mais endinheirados do Brasil surgem como favoritos.

Principalmente porque ele ganhava um salário muito alto na China, que pode ser limitante para muitas equipes que precisam de um novo atacante.  O melhor momento de Ricardo Goulart no futebol nacional foi com a camisa do Cruzeiro, na temporada de 2014, onde foi Campeão Brasileiro e foi um dos principais marcadores daquele campeonato, com 15 gols.

Em 2015, ele recebeu um contrato milionário do Guangzhou Evergrande, da China, e tornou-se um dos maiores ídolos da história do clube, atuando por quatro temporadas seguidas. Foram 171 jogos com a camisa do clube chinês, em que ele foi as redes 111 vezes. Sua volta ao Brasil foi em 2019, quando o Palmeiras conseguiu um empréstimo junto ao Guangzhou, sendo anunciado como grande reforço.

Passagem pelo Palmeiras foi rápida após chineses pedirem retorno

O jogador, entretanto, não teve muito tempo para mostrar seu melhor futebol com a camisa do verdão, e acabou retornando para a China. Ele não conseguiu ter muita sequência na última temporada, e a situação conturbada de seu atual clube criaram as condições para essa rescisão que o coloca na mira do mercado brasileiro. Qual será o clube capaz de oferecer uma proposta atraente e vai repatriar Ricardo Goulart.

Deixe seu comentário

Lucas Telles

Goiano, 24 anos, comentarista esportivo e colunista do Mercado da Bola, se dedica a escrever sobre algo que já praticou que é o Futebol.
Botão Voltar ao topo