Esperando ser inocentado na Itália, Robinho sonha com volta ao Santos

Cercado de polêmicas e de acusações criminais, Robinho ainda sonha em ter uma chance de vestir a camisa do Santos uma última vez antes de deixar o futebol. Para isso, espera o julgamento de seu caso mais famoso, na Itália. O brasileiro está sendo julgado por um caso de estupro coletivo, acontecido no país europeu, e espera o resultado para ter uma chance de terminar sua carreira de forma oficial.

O escândalo travou suas oportunidades, mas o jogador espera ser inocentado na justiça italiana. O jogador de 37 anos tem uma história muito rica com a camisa do Santos, e sua expectativa é escrever um capítulo final antes de sua aposentadoria oficial. O clube, por sua vez, distanciou-se do jogador e não trata oficialmente sobre essa possibilidade.

Segundo informações do Portal Uol, Robinho vive atualmente na Baixada Santista na expectativa de solucionar suas pendências criminais na Itália. Caso seja inocentado, o jogador está muito aberto a fechar um contrato de produtividade com o Santos, podendo assim encerrar a sua carreira com o clube que o revelou e onde teve muitas alegrias.

O clube foi a casa dos primeiros passos de Robinho no futebol profissional e o lugar em que ele teve a maior identificação em sua carreira, com mais outra passagem com conquistas. Ao todo, Robinho entrou em campo em 246 partidas com a camisa do Santos e marcou 109 gols. Além disso, Robinho ganhou títulos importantes que marcaram a história do clube, como o marcante Campeonato Brasileiro de 2002.

O Santos também aguarda o julgamento de Robinho na Itália

Porém, o Santos segue buscando distanciar sua imagem com a de Robinho, graças ao peso da acusação feita a ele na Itália.  É provável que uma aproximação só aconteça caso essa situação seja completamente finalizada – com desfecho positivo para o jogador. Caso seja considerado culpado na Itália, esse seria um fim melancólico em uma carreira cheia de histórias. Robinho já vestiu a camisa de gigantes europeus, como o Real Madrid, o Manchester City e o Milan.

Deixe seu comentário
Botão Voltar ao topo