Santos abre negociações com meia Rodriguinho, a pedido de Carille

Depois de uma temporada conturbada, o Santos quer reforçar o elenco e busca reforços para isso e Rodriguinho é um dos alvos para 2022. O mais importante para o clube, neste primeiro momento, é contar com jogadores qualificados que cheguem no clube por valores baixos. Com isso em mente, o treinador Fábio Carille pediu que a direção do clube investigasse a situação contratual do meio-campista Rodriguinho.

Rodriguinho atuou pelo Bahia na última temporada, e que poderia chegar a um custo reduzido visto que os baianos não devem mantê-lo no elenco. O jogador atuou sob o comando do treinador no Corinthians campeão brasileiro de 2017, portanto seria a oportunidade de reunir os dois que fizeram parte de um projeto tão importante para o clube e a carreira de Carille.

O jogador foi um dos destaques técnicos e parte fundamental do projeto do Bahia para 2021, mas o elenco não conseguiu responder da maneira desejada pela direção do clube, que via potencial de ida para competições internacionais. Mas, infelizmente para a direção, o projeto deu errado e o clube acabou sendo rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro.

Apesar da má campanha do Bahia, Rodriguinho viveu momentos importantes com o clube e conseguiu, em 56 atuações, marcar dez gols e entregar mais oito assistências. Com 33 anos, é possível que Rodriguinho ainda possa ser um atleta útil para o projeto santista em 2022. O meio-campista adicionaria experiência e qualidade técnica para um time que tem pretensões de reconstrução para o ano que vem e ser mais competitivo.

Rodriguinho pode brilhar no Santos com Carille

Considerando que Carille tirou uma das temporadas mais competentes de sua carreira de Rodriguinho, é possível imaginar que o jogador tenha performances que lembrem os melhores momentos de sua trajetória. O meia seria o primeiro nome para a temporada do Santos. O clube teve uma temporada muito decepcionante em 2021 e flertou com a possibilidade do rebaixamento durante boa parte do ano. É urgente a necessidade de reforços!

Deixe seu comentário
Botão Voltar ao topo