São Paulo e Inter monitoram zagueiro Gustavo Henrique, do Flamengo

Com a perda de espaço sofrida no Flamengo, o nome do zagueiro Gustavo Henrique começou a ser considerado por alguns clubes brasileiros. Destacam-se Inter e São Paulo, que buscam um reforço para a posição e que fizeram contatos iniciais com o Flamengo. Ambos acreditam que o jogador é capaz de tapar uma importante carência de seus elencos e estão dispostos a buscar o jogador por empréstimo até o final da temporada.

Com valores salariais que giram em torno de R$ 600 mil ao mês, Gustavo Henrique é um dos mais bem pagos do seu setor no país. Com contrato até o final de 2023 com o rubro-negro, Gustavo Henrique pode ter em um empréstimo para um desses dois gigantes a grande oportunidade de recuperar seu bom futebol e voltar a ser considerado para a titularidade do Flamengo.

O Internacional demonstrou-se muito interessado no jogador, e sinalizou que, caso o Flamengo tenha interesse e os valores sejam justos, o clube estaria aberto para comprar Gustavo Henrique em definitivo. Isso se deve, em grande medida, aos sérios problemas que o clube gaúcho vive na defesa, e um nome de peso deve chegar para a temporada.

Victor Cuesta tem perdido espaço e o resto do elenco é composto por zagueiros jovens, que ainda cometem erros, ou muito experientes, que estão perdendo a condição física. A grande dificuldade para qualquer negociação envolvendo este atleta é o seu alto salário, que à época de sua chegada ao Flamengo, em 2020, era um dos maiores do Brasil, e segue estando alto nesta lista.

O Flamengo precisaria ceder para negociações avançarem

Nem Inter e nem São Paulo estão gastando grandes quantias no mercado e têm preferido opções mais baratas e conservadores no sentido econômico.  Por isso, uma negociação envolvendo Gustavo Henrique depende, em grande medida, de um acordo com o Flamengo. Desde que chegou ao clube carioca, vindo do Santos, o zagueiro nunca conseguiu se firmar e sua relação com a torcida rubro-negra é bem negativa.

Deixe seu comentário
Botão Voltar ao topo