Especulado no Corinthians, Samuel Eto’o quer salários de R$ 1 mi

0

Especulado em janeiro no Grêmio e no Vasco, Samuel Eto’o voltou a ter seu nome ventilado no futebol brasileiro, dessa vez no Corinthians. O atacante camaronês foi oferecido ao Timão no início desse mês e agradou ao presidente Andrés Sanchez e a Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing do Timão, ambos ficaram animados.

O maior entrave nas conversas está na pedida do atacante para atuar no Brasil, cerca de R$ 1 milhão por mês de salários o camaronês deseja receber. Esse valor equivale a mesma quantia pedida há dois meses atrás ao Grêmio, os gaúchos ofereceram então valores menores e ouviram “não”, já o Vasco nem chegou a fazer uma oferta oficial.

No fim de janeiro, o atacante assinou com o Konyaspor até junho de 2020, porém com o clube turco vem mal no campeonato nacional e está na zona de rebaixamento. De acordo com um cláusula firmada entre as partes, Eto’o pode optar por rescindir sem qualquer custo em caso de rebaixamento e acertar com qualquer outra equipe.

É em cima dessa possibilidade de rescisão que um agente de Samuel Eto’o conversa com os dirigentes do Corinthians há pelo menos duas semanas. O nome do atacante tem o peso de marketing que o clube paulista procura para atrair visibilidade, mas é impossível para o Timão assumir sozinho os custos do salário do camaronês, assim a possibilidade seria buscar parceiros para ajudar nos custos com o jogador.

Diretor de Marketing, Rosenberg já teria acionado conhecidos no mercado em busca de empresas que possam ajudar no projeto. Em fevereiro, o dirigente havia admitido seu desejo e a necessidade de trazer ao Corinthians algum reforço de impacto para alavancar o marketing no clube, na ocasião ele revelou  sonhar com a chegada de uma contratação do nível do italiano Mario Balotelli, que está no Nice, da França.

Deixe seu comentário