A ideia multimilionária de um jogo

0

O jogo é simples: os participantes recebem cartões com uma série de números. Alguém está pegando bolas numeradas e anuncia o número. O jogador que possui esse número risca ou marca.

Ganha quem pode riscar ou marcar todos os números em seu cartão. Em alguns países, também há um prêmio por completar uma linha de números. Embora seu nome mais popular seja “bingo” (o que é gritado quando se vence) por vários lados, também é chamado de lótus, pelo nome em italiano (“lotto”).

De fato, acredita-se que os italianos foram os que inventaram esse jogo, que existe há pelo menos 500 anos atrás. Alguns até argumentam que já foi jogado durante o Império Romano.

Mas, além das diferentes teorias sobre quando começou exatamente, no que muitos historiadores concordam, foram os italianos que criaram esse popular jogo de azar, uma das primeiras formas de jogo popular.

Enquanto o jogo se tornou conhecido em outras partes da Europa, onde era jogado principalmente pela aristocracia, quem o popularizou em todo o mundo era americano.

O bingo não era apenas popularizado nas casas. Nos EUA, na década de 1930, estima-se que cerca de 10.000 bingos públicos foram realizados por semana. E seu sucesso naquele país o catapultou para a fama no resto do mundo.

Não foi apenas usado como um hobby. Os jogos de bingo também foram usados – e ainda são usados – como uma maneira divertida de arrecadar dinheiro para várias causas beneficentes.

É até usado como uma ferramenta educacional. Inspirados pelos alemães, que criaram um bingo que servia para ensinar às crianças as tabuadas, todos os tipos de versões alternativas foram criados, aqueles que ensinam letras, cores ou animais, entre outros. Por causa do número limitado de cartões, as casas de bingo foram forçadas a vender cartões duplicados.

Isso levou a vários vencedores por jogo, algo que eles acharam caro. Portanto, eles pediram criar mais cartões. Carl Leffler foi contratado, professor de matemática na Universidade de Columbia, em Nova York para este trabalho. O acadêmico trabalhou um ano inteiro no projeto e criou cerca de 6.000 novas combinações.

Algumas versões dizem que Leffler enlouqueceu ao executar esta tarefa, mas não há muita evidência para apoiar isso.

O certo é que Leffler é considerado por muitos como o “pai do bingo moderno” e seus cartões ainda são usados hoje. Não apenas em formato de papel, mas também nos inúmeros sites de apostas online como em vídeo bingo, que continuam a gerar milhões graças a este jogo antigo.

Os fãs deste jogo na modalidade de internet acrescentam dia por dia por seu fácil acesso. É claro que a possibilidade de ganhar dinheiro é um dos maiores fatores para se interessarem no jogo. Porém, ganhar dinheiro enquanto se divertirem foi sempre a razão que os fãs oferecem.

Deixe seu comentário