Corinthians e Flamengo tem interesse em Marcinho, do Botafogo

0

Sem acordo de renovação com o Botafogo, o lateral-direito Marcinho é alvo de Corinthians e Flamengo que monitoram a situação. A difícil negociação de extensão de vínculo com o Glorioso nas últimas semanas gerou desgaste entre o clube carioca e o jogador, a diretoria alvinegra se irritou que o defensor e seus empresários estão dificultando as conversas.

Com a situação Marcinho começou a ser monitorado por Corinthians e Flamengo. O atual vínculo com o Botafogo se encerra em dezembro, a diretoria cogita negociá-lo no meio do ano, já que em junho poderá assinar pré-contrato com qualquer time, com chace de sair de graça em dezembro, isso diminui o valor de mercado na próxima janela de transferências.

O Botafogo tem total interesse na renovação, mas dentro do orçamento que pode pagar de salários e bonificações. O lateral entende que com a ótima fase da última temporada, na qual foi destaque do clube carioca e foi convocado para a seleção brasileira, merece uma boa valorização, mas a pedida é visto pelo Bota como uma jeito de dificultar a renovação.

O interesse do Flamengo surgiu antes da paralisação do futebol devido ao coronavírus, e o clube continua monitorando a situação, sem ter feito proposta oficial, o Fla procura um novo lateral-direito desde a saída de Rodinei. Já o Corinthians é outro que tem interesse em Marcinho, e dirigentes do Botafogo confirmam o interesse dos paulistas, outro clube citado é o Athletico Paranaense, mas que negou que esteja interessado.

A diretoria do Bota já está ciente que a renovação é improvável

A irritação dos dirigentes alvinegros se tornou pública recentemente, com o ex-presidente Carlos Augusto Montenegro, que é membro do Comitê Executivo de Futebol, confirmou em entrevista que existe um clima ruim com o jogador e seus empresários. A empresa OTB, que representa lateral-direito, não se pronunciou após as declarações do dirigentes. Nos bastidores do Botafogo já se monitora até uma reposição futura para a provável saída.

Deixe seu comentário