Livre no mercado, Diego Costa é tema de reunião do São Paulo

0

A possível contratação de Diego Costa vai ser tema de reunião do São Paulo nos próximos dias, o experiente atacante está livre no mercado. A diretoria do Tricolor Paulista já teria marcado uma conversa com os representantes do centroavante de 32 anos, que está sem clubes desde que deixou o Atlético de Madrid, em janeiro, após pedir rescisão do contrato.

Em um retorno ao futebol brasileiro, Diego Costa tem pedido cerca de 3 milhões de euros, algo em torno dos R$ 19,5 milhões por temporada, os salários pedidos girariam em R$ 1,6 milhões por mês. A pedida tem sido bem menor do que o valor que o atacante passou para interessados da Europa e do futebol chinês, até o momento a volta ao Brasil é provável.

Além do São Paulo, Diego Costa também foi oferecido a outros clubes brasileiros como o Atlético-MG e Palmeiras. O Galo descartou a contratação depois de fechar com o também centroavante Huck, já o Verdão analisava a situação, nos últimos dias as conversas deram uma esfriada, mas a contratação não está descartada, o Alviverde ainda aparece na briga.

O São Paulo apesar de estar planejando cortar gastos, quer um reforço de peso para suprir a saída de Brenner, bem negociado para o futebol dos EUA, aliás parte desse dinheiro pode ser usado para viabilizar o pagamento de salários de Diego Costa, tido como principal alvo no Morumbi no momento. Uma contratação desse nível serviria também animar o novo técnico tricolor, o argentino Hernán Crespo, anunciado na última sexta-feira.

Diego Costa como reforço agradaria a praticamente todos no Morumbi

O nome de Diego Costa é unanimidade em aprovação Morumbi, incluindo o presidente do clube, restante da diretoria e membros da comissão técnica, mas a possível contratação pode depender do atacante brasileiro naturalizado espanhol diminuir um pouco a pedida. Ao mesmo tempo a direção do Tricolor pensa na saída de alguns jogadores caros do atual elenco, mas deve esperar Hernán Crespo analisar o grupo antes de definir as saídas.

Deixe seu comentário