Palmeiras negocia pré-contrato com Rafael Borré, do River Plate

0

O Palmeiras tem interesse na contratação do atacante Rafael Santos Borré, do River Plate, e negocia um pré-contrato com o colombiano. Apesar dos valores pedidos inicialmente serem considerados altos, a diretoria do Verdão mantém conversas para tentar convencer o jogador de vir jogar no clube, com um contrato longo e um bom projeto para o artilheiro.

O nome de Rafael Borré foi aprovado pela comissão técnica de Abel Ferreira, que enxerga no jogador características ideais para ser o novo camisa 9 alviverde, várias opções foram analisadas no mercado nos últimos dias, e o colombiano é um dos que mais agradam. O Palmeiras buscou informações com os representantes para oficializar uma proposta oficial.

Borré tem contrato com o River Plate até junho e já pode assinar um pré-contrato, assim o Palmeiras pensa em conseguir um acordo agora para ter o atacante em julho, quem sabe até antes em caso de um acerto com os argentinos. Para esperar o fim do contrato, o atleta não jogaria toda a primeira fase da Libertadores, assim seria tentado a chegada antes.

Apesar de estar tentando a renovação, caso o River Plate quiser ampliar o contrato, seria obrigado a adquirir 25% do passe pertencente ao Atlético de Madrid, avaliado em cerca de 3,5 milhões de euros, algo em torno dos R$ 22 milhões, assim no momento a permanência por lá é difícil. Nesse panorama o Palmeiras surge como grande interessado no atacante, e deve tentar acertar um pré-contrato em breve, mas descarta loucuras financeiras.

Palmeiras terá forte concorrência por Borré no mercado

Além dos altos valores pedidos pelo atacante, a concorrência não é pequena, além do River que tenta renovar o contrato, há rumores interesse de vários clubes europeus e dos EUA, e isso pode gerar um leilão no negócio, o que a diretoria do Palmeiras quer evitar o máximo. Rafael Borré, de 25 anos, é o maior goleador do clube argentino sob o comando do técnico Marcelo Gallardo, com 47 gols marcados desde sua chegada, na temporada 2016.

Deixe seu comentário