Jordan Henderson foi eleito o melhor jogador da Premier League

0

Jordan Henderson

Após o final da Premier League (Campeonato de Futebol Inglês) no último mês, a imprensa inglesa escolheu o volante Jordan Henderson como jogador do ano do Campeonato. O líder e capitão do Liverpool angariou pouco mais de 25% dos votos e assume a posição antes pertencente a Raheem Sterling, do Manchester City, que foi eleito o melhor futebolista da Inglaterra na temporada passada. “Gostaría de dizer que estou muito lisonjeado pela distinção. Basta olhar para os vencedores anteriores, com parte dos quais tive a benção de jogar, para perceber o quão valioso é este prêmio” disse Henderson.

O volante é considerado um dos principais jogadores do Liverpool, e peça fundamental do time na conquista do Premier League após 30 anos de jejum. Jordan Henderson já está no Liverpool há nove temporadas – somente nesta temporada do Campeonato Inglês, ele disputou 30 partidas, anotou quatro gols, e deu cinco assistências.

No pleito, ficou à frente de grandes craques, sendo Kevin De Bruyne, o 2º colocado, e Rashford, o 3º colocado – além de diversos outros nomes como Sadio Mané, Mohamed Salah, Kun Aguero, Van Dijk e Roberto Firmino. Esses futebolistas e as equipes que defendem estão sempre entre os favoritos daqueles que gostam de dar palpites sobre a Premier League. Henderson ainda aproveitou a oportunidade para agradecer aos seus companheiros: ”devo muito a muita gente, mas é aos meus atuais companheiros de equipe que mais devo. Eles foram incríveis e também merecem este prêmio”.

Campeão após 30 anos

Avassalador, essa é a palavra perfeita para descrever o desempenho do Liverpool dentro de campo nesta temporada do Campeonato Inglês. A equipe comandada pelo alemão Jurgen Klopp passou por cima dos seus adversários e finalmente, após 30 anos, voltou a ocupar o posto de número um da Inglaterra. Os Reds conseguiram realizar uma campanha quase perfeita – em 38 jogos venceram 32 vezes, empataram em outras 3 ocasiões, e perderam somente 3 partidas. Com esses resultados incríveis, o time terminou o torneio com 99 pontos, 18 pontos à frente do segundo colocado, o Manchester City. Para se ter uma noção, o 3º colocado, Manchester United, fez 66 pontos, 33 a menos que os Reds.

Contudo, a equipe não foi tão bem na Champions League, torneio que havia conquistado na última temporada. O Liverpool acabou sendo eliminado nas oitavas de final pelo Atlético de Madrid, em uma partida tensa e cheia de reviravoltas. Nela, os Reds tiveram um bom desempenho nos primeiros 90 minutos, e fizeram 1 a 0 (mesmo placar do jogo de ida) com Wijnaldum, levando a partida para a prorrogação. Logo no início do tempo extra, as esperanças dos torcedores aumentaram pois Roberto Firmino ampliou o placar. Porém, a derrocada da equipe veio a partir do momento em que o goleiro Adrian falhou, e Lorente diminuiu o placar, seguido pela jogada em que o meia do Atlético acertou um belo chute de fora da área e empatou a partida. Já no finalzinho da prorrogação, Morata fez mais um para os colchoneros, terminando a partida 3X2 e no agregado 4×2 para o Atlético de Madrid, resultado que concretizou a eliminação do Liverpool da Liga dos Campeões.

Queda de gigantes na Champions

Após meses parada, a Liga dos Campeões retornou com tudo, e alguns dos favoritos ao título já ficaram para trás nessas partidas de volta das oitavas de final. A primeira vítima foi a Juventus de Turim, que apesar de ter ganho a partida por 2 a 1 do Lyon, no agregado ficou 2 a 2. E pelo critério do gol fora de casa, a equipe francesa avançou de fase.

O segundo gigante a cair foi o Real Madrid, maior campeão da Champions League que, apesar de começar a partida vencendo com um gol de Karim Benzema, sofreu duas falhas memoráveis do zagueiro Varane. O Manchester City não perdoou e virou o jogo, levando as chances de classificação do Real Madrid por água abaixo.

Deixe seu comentário