Problemas financeiros podem fazer a Juve vender Cristiano Ronaldo

0

O futuro de Cristiano Ronaldo na Juventus é incerto, visto que problemas financeiros que são previstos com a pandemia pode forçar uma venda. De acordo com a imprensa italiana a diretoria da Velha Senhora e representantes do craque português devem conversar nas próximos semanas para definir a situação, pois o jogador tem altos salários atualmente.

CR7 tem contrato com a Juve até 2022, mas a crise do coronavírus mudou drasticamente o planejamento dos grandes da Europa, principalmente da Itália, um dos país que mais vem sofrendo com a pandemia. Problemas financeiros são esperados, e isso deixa o futuro de Cristiano Ronaldo em aberto, visto que pode ser vendido pela Juventus no meio do ano.

A Juventus ainda analisa a situação, mas cogita tentar vender o português por 70 milhões de euros, isso injetaria uma boa quantia nos cofres do clube, e ainda haveria a economia dos salários. A imprensa revelou que seria difícil o clube italiano manter um alto salário para Cristiano, ou seja para ficar a redução dos vencimentos seria a alternativa.

Apesar de que a redução dos salários seria uma possibilidade pela permanência, há uma incerteza de que o craque mundial aceitaria esse acordo. Recentemente, a Juve anunciou um acordo com jogadores para esse período de pandemia e com isso vai economizar 90 milhões de euros, cerca de R$ 512 milhões. Mas o cenário pós-pandemia é preocupante e por isso a venda de Cristiano Ronaldo vem sendo cogitada nos bastidores.

A possível venda de CR7 divide opiniões na diretoria da Juventus

Na atual temporada europeia, Cristiano Ronaldo apesar de ter 35 anos marcou 25 gols, isso mostra um bom desempenho, o craque é vice-artilheiro do Campeonato Italiano. Com isso uma possível venda divide opiniões entre dirigentes da Juve, visto que há quem defenda a alternativa para o bem financeiro do clube e que acreditam que mesmo sem o português o time continuaria competitivo, mas existe também dirigentes contra a venda do jogador.

 

Deixe seu comentário